98281286 Brazilian President Jair Bolsonaro speaks during the launching ceremony of new deliveri scaled
98281286 Brazilian President Jair Bolsonaro speaks during the launching ceremony of new deliveri scaled

98281286 Brazilian President Jair Bolsonaro speaks during the launching ceremony of new deliveri

BRASÍLIA — O governo federal anunciou nesta sexta-feira a assinatura de duas medidas provisórias (MP) que impactam o mercado de trabalho. Uma delas flexibiliza o teletrabalho (home office) para além do período da pandemia, abrindo a possibilidade de adoção definitiva de um modelo híbrido e também a adoção de um esquema de trabalho por produção — e não apenas por jornada de trabalho.

Pressão: AliExpress, Shopee e outras plataformas na mira: governo prepara MP para combater ‘camelódromo digital’

IPCA-15:Prévia da inflação avança 0,95% em março, a maior taxa para o mês desde 2015

Com isso, o trabalhador poderá ser contratado seguindo as regras da Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT), mas sob o regime de produção, inclusive sem controle de ponto, quando estiver no regime de telebrabalho.

A outra MP estabelece um “roteiro” de ações que podem ser tomadas em caso de calamidade pública, incluindo a redução de salário e jornada, como foi autorizado durante a pandemia de Covid-19.

Os combustíveis foram os principais vilões da inflação em 2021. O etanol disparou 62,23% no ano passado. Já a gasolina, 47,49%. O gás de botijão subiu 36,99%. São preços que influenciam outros preços na economia Foto: Edilson Dantas / Agência O Globo Os combustíveis foram os principais vilões da inflação em 2021. O etanol disparou 62,23% no ano passado. Já a gasolina, 47,49%. O gás de botijão subiu 36,99%. São preços que influenciam outros preços na economia Foto: Edilson Dantas / Agência O Globo Com a alta nos preços dos combustíveis, o grupo dos transportes teve alta forte em 2021, pesando no bolso dos mais pobres. A alta acumulada foi de 21,03% Foto: Fabiano Rocha / Agência O Globo Com a alta nos preços dos combustíveis, o grupo dos transportes teve alta forte em 2021, pesando no bolso dos mais pobres. A alta acumulada foi de 21,03% Foto: Fabiano Rocha / Agência O Globo Entre os gêneros alimentícios, o café foi um dos que mais encareceram em 2021. Os alimentos formam um dos grupos de maior alta de preços na composição do IPCA: subiram 14% no ano passado. As bebidas ficaram, em média, 7,94% mais caras. Foto: Arquivo Entre os gêneros alimentícios, o café foi um dos que mais encareceram em 2021. Os alimentos formam um dos grupos de maior alta de preços na composição do IPCA: subiram 14% no ano passado. As bebidas ficaram, em média, 7,94% mais caras. Foto: Arquivo Até mesmo o churrasco, uma das principais escolhas de lazer do brasileiro nas horas vagas, ficou salgado em 2021. As carnes subiram 8,45% em média no ano passado Foto: Fábio Rossi / Agência O Globo Até mesmo o churrasco, uma das principais escolhas de lazer do brasileiro nas horas vagas, ficou salgado em 2021. As carnes subiram 8,45% em média no ano passado Foto: Fábio Rossi / Agência O Globo Outro item essencial no orçamento do brasileiro, a energia elétrica disparou em 2021 sob efeito da crise hídrica, que limitou a operação de hidréletricas. No ano, tarifa de eletricidade residencial subiu 21,21% Foto: TINGSHU WANG / Reuters Outro item essencial no orçamento do brasileiro, a energia elétrica disparou em 2021 sob efeito da crise hídrica, que limitou a operação de hidréletricas. No ano, tarifa de eletricidade residencial subiu 21,21% Foto: TINGSHU WANG / Reuters A inflação fez disparar o IGP-M, índice que reajusta contratos de aluguel, que tiveram alta média de 6,96% segundo o IBGE. Além disso, preços de material de construção encareceram imóveis novos e reformas. Resultado: o grupo habitação acumulou alta de 13,05% em 2021. Foto: Brenno Carvalho / Agência O Globo A inflação fez disparar o IGP-M, índice que reajusta contratos de aluguel, que tiveram alta média de 6,96% segundo o IBGE. Além disso, preços de material de construção encareceram imóveis novos e reformas. Resultado: o grupo habitação acumulou alta de 13,05% em 2021. Foto: Brenno Carvalho / Agência O Globo

As MPs foram assinadas pelo presidente Jair Bolsonaro durante uma cerimônia no Palácio do Planalto, mas ainda não foram publicadas no Diário Oficial da União (DOU).

Segundo o Ministério do Trabalho e Previdência, o objetivo de uma das medidas é ajustar a legislação às necessidades do trabalho híbrido, explicitada durante a pandemia. O governo libera, com isso, possibilidade de adoção do modelo híbrido e a contratação do trabalhador com controle de jornada (marcação de ponto) ou por produção (sem ponto).

Efeito guerra:EUA e UE assinam acordo de fornecimento de gás para reduzir dependência da Rússia

— No caso da jornada, por exemplo, tem que respeitar toda a legislação trabalhista normal. Descanso para o almoço, descanso à noite, tem hora extra — explicou o secretário-executivo do Ministério do Trabalho, Bruno Dalcolmo.

De acordo com o governo, não estão sendo alteradas regras previdenciárias, isto é, a pessoa que adotar o teletrabalho continua com as mesmas normas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que valem para o trabalho presencial.

Trabalho por produção

No caso de o trabalhador ser contratado por produção, não será aplicado o capítulo da CLT que trata da duração do trabalho e que prevê o controle de jornada.

Guerra:Rússia admite que ofensiva pode se limitar ao Leste da Ucrânia, onde atuam separatistas

— Se for por demanda, é uma opção do trabalhador, e o trabalhador vai trabalhar e fazer sua entrega no período que ele é mais produtivo, onde melhor interessa, na parte da manhã, na parte da tarde, por algum momento. São possibilidades que se abrem para a empresa e para os trabalhadores — afirmou o secretário-executivo do Ministério do Trabalho.

De acordo com o Ministério do Trabalho, a MP prevê a possibilidade de adoção do modelo híbrido pelas empresas, com prevalência do trabalho presencial sobre o remoto ou vice-versa. O texto estabelece que a presença do trabalhador no ambiente de trabalho para tarefas específicas, ainda que de forma habitual, não descaracteriza o trabalho remoto.

Veja calendário:  Governo anuncia antecipação do 13º

Além do modelo híbrido de trabalho, o funcionário poderá trabalhar em uma localidade diferente de onde foi contratado.

— Vale a legislação de onde ele celebrou o contrato. Dito isto, ele pode morar em outro estado, ele pode morar em outro país, não há problema nenhum. Agora, a beleza disto é que fica permitido que esses detalhes constem do acordo individual entre a empresa e o trabalhador de jornada ou por produção —  explicou Dalcolmo.

A reforma trabalhista de 2017 já havia criado regras para o trabalho remoto. Entretanto, de acordo com Dalcolmo, era um modelo “binário” e que gerava insegurança jurídica.

— Não existia nenhuma regulamentação até 2017. Então foi revolucionário naquele momento. Mas naquele momento o trabalho remoto era uma coisa binária, ou você está lá, ou você está aqui. Não tinha essa coisa de flexibilidade. Então o texto gerava esse tipo de interpretação, ele gerava insegurança política, ele amarrava muito as empresas e os trabalhadores — afirmou o secretário.

A MP diz ainda que trabalhadores com deficiência ou com filhos de até quatro anos completos devem ter prioridade para as vagas em teletrabalho. O teletrabalho poderá ser contratado por jornada ou por produção ou tarefa, de acordo com o ministério.

Saque do FGTS:  Governo anuncia liberação de R$ 1 mil; veja como consultar seu saldo

A medida provisória também estabelece que, para atividades em que o controle de jornada não é essencial, o trabalhador terá liberdade para exercer suas tarefas na hora que desejar.

Além disso, caso a contratação seja por jornada, a MP permite o controle remoto da jornada pelo empregador. Por último, permite que teletrabalho também poderá ser aplicado a aprendizes e estagiários.

A medida também prevê a possibilidade da empresa reembolsar os trabalhadores por gastos decorrentes do trabalho remoto, como luz, internet e equipamentos.

A MP ainda muda o auxílio-alimentação. O objetivo, diz o govero, é garantir que os recursos sejam efetivamente utilizados para adquirir gêneros alimentícios.

Big techs:Nova lei europeia vai exigir aval de clientes para usar dados em publicidade

— O que a gente está fazendo aqui é coibir essa fraude, fechar essa válvula e reorganizar o auxílio-alimentação para o que ele deve ser, que é a alimentação do trabalhador — Dalcolmo.

As alterações previstas na MP visam a garantir que os recursos sejam efetivamente utilizados para adquirir gêneros alimentícios e corrigir as distorções de mercado existente na contratação das empresas fornecedoras, afirma o Ministério do Trabalho.

Calamidade

Já a MP com regras sobre situações de calamidade autoriza o saque-calamidade do FGTS, a antecipação do abono salarial e o aumento de parcelas do seguro-desemprego.

Também será possível facilitar o teletrabalho, antecipar férias e feriados e adotar a redução proporcional de jornada de trabalho e salário ou suspensão temporária do contrato.

Guerra na Ucrânia:alta do diesel e Covid na China fazem frete disparar mais de 100%

De acordo com o ministro do Trabalho e Previdência, Onyx Lorenzoni, a ideia foi criar um “roteiro” de ações que podem ser tomadas:

— Serve como um manual. Aconteceu alguma coisa, seja o que for, do ponto de vista de fenômeno climático ou não, o governo tem um roteiro completo daquilo que tem que fazer. 

Podcasts

Ao Ponto

O que Alckmin agrega para a candidatura de Lula?

logo novo ao ponto Foto: arte

Lauro e Gabeira

Bolsonaro colocou a cara no fogo por Milton Ribeiro e saiu queimado

logo novo lauro e gabeira Foto: arte

A Malu tá ON

Fernando Haddad: ‘Temos que pavimentar o segundo turno já’

logo a malu tá on Foto: arte

Panorama CBN

Cinquenta dias da Guerra; reajuste anunciado por governo não acalma grevistas; movimento intenso para o feriado

Panorama CBN Foto: Arte

 

Source

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!
plugins premium WordPress
Translate »

Solicitar exportação de dados

Utilize este formulário para solicitar uma cópia dos seus dados neste site.

Solicitar remoção de dados

Utilize este formulário para solicitar a remoção dos seus dados neste site.

Solicitar retificação de dados

Utilize este formulário para solicitar a retificação dos seus dados neste site. Aqui você pode corrigir ou atualizar seus dados por exemplo.

Solicitar cancelamento de inscrição

Utilize este formulário para solicitar o cancelamento de inscrição do seu e-mail em nossas Listas de E-mail.